SINDUR COBRA PAGAMENTO DE SALÁRIO DE TERCEIRIZADOS DA ENERGISA

0

Trabalhadores terceirizados da empresa Tencel, que presta serviço para Energisa realizam paralisação, nesta quarta-feira (8). Dentre as reivindicações, destaca-se o pagamento do salário e benefícios.

A paralisação, convocada pelo Sindicato Dos Urbanitários – Sindur, iniciou-se organicamente a partir de diversos trabalhadores e trabalhadoras que estão a meses sem remuneração.

Para a Central Única dos Trabalhadores a ampliação da terceirização tem enorme impacto sobre o aumento da precarização do trabalho no Brasil e no desrespeito ao direito de ter um trabalho digno.

A paralisação está localizada na avenida Nações Unidas e segue em estimativa de término até que a empresa negocie com a categoria.

O AVISO FOI DADO!

O estudo do Dieese, divulgado em 2014 pela CUT, apontou que os trabalhadores terceirizados, que somavam cerca de 12,7 milhões de indivíduos (6,8%) do mercado de trabalho em 2013, recebiam, em dezembro daquele ano, 24,7% a menos do que os que tinham contratos diretos com as empresas, tinham uma jornada semanal de três horas a mais e estavam mais suscetíveis a acidentes de trabalho.

foto-sindur

Deixe uma resposta