Nota de esclarecimento do Sindicato dos Urbanitários de Rondônia – SINDUR

0

Diante da operação desencadeada, nesta data, pela Polícia Civil do Estado de Rondônia denominada Operação KAIRÓS, o SINDUR vem a público esclarecer os seguintes fatos:

Os trabalhadores citados nessa investigação não praticaram qualquer conduta delituosa ou em detrimento ao patrimônio público e  sempre se colocaram à disposição da autoridade policial para os esclarecimentos devidos, bem como sempre pautaram seus atos no mais estrito cumprimento dos princípios contidos no art. 37 da CF/88.

Destaca-se que se trata de trabalhadores, em média, com mais de trinta anos de bons serviços prestados a CAERD.

O SINDUR esclarece que não houve qualquer medida judicial determinando o afastamento do dirigente sindical Wilson Pereira Lopes das suas funções de Secretário de Saneamento e Política Ambiental.

Neste momento processual, segundo a Constituição Federal vigora o princípio da presunção da inocência, não sendo autorizado nenhum juízo de valor sem que antes sejam observados os princípios da ampla defesa e do contraditório.

O SINDUR reafirma a confiança nos trabalhadores ali mencionados e tem plena convicção de que, ao final das investigações, restará comprovada a inexistência de qualquer ilicitude na atuação desses trabalhadores.

É importante registrar que os relatórios, que originaram o Inquérito Policial em questão foram confeccionados por ocupantes de cargo em comissão, contratados sem o devido concurso público, em  total afronta aos princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade e, que foram objeto de reiteradas denúncias pelo SINDICATO junto aos Órgãos fiscalizadores.

Esperamos que as posturas recentes adotadas pelo Governo do Estado de Rondônia não tenham o intuito de desconstruir a imagem da empresa perante a sociedade, com o objetivo subjacente de PRIVATIZÁ-LA.

Finalmente, o SINDUR registra que continuará a cumprir o seu papel na defesa dos interesses da categoria, assim como na defesa do patrimônio público da empresa e da sociedade, denunciando todos os atos de má gestão e prejudiciais aos cofres da CAERD.

A Diretoria

Deixe uma resposta