FNU, CNU e Sindicatos participam de reunião com a CUT Nacional para discutir ações contra privatização das distribuidoras da Eletrobras

0

Foi realizada no dia 15 de fevereiro, na CUT Nacional, em São Paulo, uma importante reunião para discutir o processo de privatização das distribuidoras de energia da Eletrobras, que vem sendo proposto pelo Governo Federal.  Estiveram presentes ao encontro o Presidente da CUT, Vagner Freitas, o Presidente da FNU, Pedro Blois, o Presidente da CNU, Paulo de Tarso Guedes, o Dirigente da Executiva da CUT e da CNU, Marcelo Fiorio, e os dirigentes dos sindicatos que representam os trabalhadores das distribuidoras nos Estados de Alagoas, Piauí, Amapá e Roraima, respectivamente: Amélia Fernandes, Francisco Marques, Francisco Ferreira, Jean Freitas e Antônio de Freitas.

Na reunião o Presidente  da CUT, Vagner Freitas, reafirmou que vem acompanhando com preocupação as demandas do setor elétrico, particularmente  o processo que envolve as distribuidoras de energia da Eletrobras, por sua importância estratégica para um projeto de país soberano e com distribuição de renda.  Freitas reconheceu as dificuldades de interlocução com o Governo Dilma, pouco afeito ao diálogo com o movimento sindical. Portanto, para ele, o caminho deve ser a pressão dos trabalhadores, para se buscar a discussão de um modelo para o setor, que garanta a permanência das distribuidoras como estatais.

A FNU , a CNU, e os sindicatos que representam os trabalhadores relataram todo o processo de luta dos Urbanitários, no campo político e Jurídico (reuniões com representantes do Ministério de Minas e Energia e do Governo, audiências, pressão, mobilizações, denúncias nos MPF e CGU, etc). Bem como, as dificuldades na relação com o governo até para participar das audiências públicas.

A Postura da Presidenta Dilma é de vender as Distribuidoras para fazer caixa – o recurso da venda cobrirá apenas um dia dos juros da dívida pública.  Para os urbanitários a CUT tem uma importância política muito grande nesse processo para fortalecer a luta da categoria e a interlocução com o governo federal.

Autor : FNU | Fonte : FNU

Deixe uma resposta