Dirigente Sindical do Sindur participa de audiência pública sobre o Dia da Consciência Negra na ALE/RO

0

O Dirigente Sindical, Gilson Queiroz, Secretario de Formação e Estudos Socioeconômicos do Sindicato dos Urbanitários do Estado de Rondônia – Sindur participou na manhã desta quinta-feira (19), da audiência pública, realizada na Assembleia Legislativa do Estado para debater a questão da Consciência Negra no Estado de Rondônia.

Gilson Queiroz enfatizou que infelizmente, em pleno século XXI ainda se tenha que discutir este tema devido à história de sofrimento do negro no Brasil.

Segundo ele é de fundamental importância que se faça campanhas de conscientização e até mesmo leis para que todos sejam efetivamente respeitados.

A solenidade foi presidida pelo deputado Léo Moraes (PTB) e também contou com participação do deputado Lazinho da Fetagro (PT), do representante da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), João Herberty, Jamyle Brasil, representando a Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), o secretário geral adjunto da OAB/RO, Walter Gustavo Lemos, o gerente regional da Eletronorte, Robinson Percy Holder, o coordenador e integrante da Semana da Consciência Negra no Estado, Orlando Francisco de Souza e o defensor público Valmir Junior Fornazari.

Léo Moraes abriu a audiência ressaltando a importância da audiência pública para ouvir e discutir com a população, contribuindo com o debate e propositura de soluções para problemas que afetam a sociedade.

Durante os depoimentos alguns temas foram levantados, como a violência crescente contra a população negra, bem como a discriminação social ainda existente. Por este motivo foi cobrado a efetiva execução das leis já existentes para que órgãos públicos cumpram as cotas raciais.

Ao final, o deputado Léo Moraes leu a ata da reunião onde estão firmados compromissos, conforme pedido da Defensoria Pública, como o estabelecimento do Dia da Consciência Negra no dia 20 de novembro e que o próximo concurso público da Defensoria Pública já contemple 20% das vagas com reserva para cotas raciais.

Autor : Assessoria de Comunicação | Fonte : Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta