Colaboradora da Regional conclui doutorado em Engenharia Elétrica e é convidada para Simpósio na China

0

A Regional de Transmissão de Rondônia tem a primeira colaboradora com o título de Doutorado. Após quatro anos de grande esforço e dedicação, Elaine Aparecida de Lima Vianna, concluiu o Doutorado Interinstitucional em Engenharia Elétrica, na Área de Concentração em Processamento de Energia, oferecido pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM à Universidade Federal de Rondônia – UNIR.

De acordo com a Engenheira Eletricista, no primeiro ano, as disciplinas foram ministradas pelos professores da UFSM, na UNIR, em Porto Velho. Depois, as reuniões com os orientadores para o desenvolvimento da tese foram na UFSM. Portanto, o título não seria realizado, sem o apoio da Empresa Eletrobras Eletronorte, que concedeu a liberação para as viagens de estudo. “Certamente, este curso exigiu de mim, e também da minha família, grande sacrifício, inclusive financeiro. Mas, graças a Deus, consegui perseverar até o final”, comentou.

Em função de um convênio entre a Eletrobras e o governo, a colaboradora teve a oportunidade de realizar parte da pesquisa no INESC TEC, um laboratório associado à Universidade do Porto, em Portugal, pelo programa Ciência Sem Fronteiras, o que constituiu uma experiência muito enriquecedora para a sua vida pessoal e profissional.

Depois, retornou a Portugal para a apresentação do artigo SF6 Gas Circuit Breakers Reliability Estimation, Considering Likely Wear Points no 51º International Universities Power Engineering Conference – UPEC, realizado em Coimbra, em setembro de 2016. Com a liberação por parte da Empresa, ela considerou que valeria a pena o investimento, para divulgação da pesquisa e valorização da tese.

Um dos mais difíceis desafios para a engenheira eletricista durante o período do curso foi atender à exigência da publicação do artigo. “A conclusão do curso representa um grande conquista, pois exigiu muitas horas de estudos, durante muitos finais de semana e longas madrugadas. No entanto, o grande desafio foi atender à exigência de publicação de artigo em uma revista conceituada. Confesso que, em alguns momentos, tive medo de não conseguir finalizar o doutorado, pela falta da publicação. Mas, graças a Deus, depois de muito trabalho, consegui publicar o artigo Substations SF6 Circuit Breakers: Reliability Evaluation Based on Equipment Condition, na Electric Power Systems Research – ELSEVIER (disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.epsr.2016.08.018,  desde  21/09/2016, publicado no volume 142, páginas 36 a 46, de janeiro/2017), revista classificada em 2016 com o conceito mais elevado, Qualis CAPES A1. Então, pude realizar a defesa da tese em 21 de novembro de 2016”, explicou.

Para a colaboradora é um privilégio a conquista deste título, pois, o  número de brasileiros doutores ainda é bastante reduzido, principalmente de mulheres, de modo muito especial de mulheres negras. “Como mulher, negra e engenheira, sou grata a Deus por contribuir com o aumento desta estatística. Após a publicação da tese, fui convidada a integrar o Corpo de Revisores da Revista Brasileira de Energia – RBE. Esta revista tem 28 anos de circulação e tem o objetivo de divulgar trabalhos acadêmicos, estudos técnicos e resultados de pesquisas relacionadas ao planejamento energético do país e das suas relações regionais e internacionais. Fiquei muito lisonjeada com este convite, aceitei o desafio e desejo contribuir da melhor forma possível”, destacou.

Convite para evento na China

Para completar esta conquista, a colaboradora recebeu um convite para falar sobre o artigo publicado na Revista Electric Power Systems Research, em um Simpósio denominado Smart Cities & Urban, do Global Congress of Knowledge  Economy, que será realizado em Qingdao, China no período de 19 a 21 de setembro de 2017. “Saber que o artigo desenvolvido na Eletrobras Eletronorte, aqui em Porto Velho, na Regional de Rondônia, não apenas foi lido, mas também despertou o interesse no continente asiático, me causa imensa alegria, mesmo não tendo possibilidade de participar do evento”, disse.

Elaine acredita que, os muitos colegas que contribuíram com a pesquisa se sentirão felizes, por saber que ela atravessou continentes e levou o nome de nossa empresa Eletrobras Eletronorte, e da nossa Regional de Rondônia, até a China, no outro lado do planeta! “Agradeço pela valiosa oportunidade que obtive da empresa, para realização do doutorado, e a todos os colegas que, de uma forma ou de outra, me ajudaram, me incentivaram e torceram por mim. Agora, o desafio é utilizar o método de avaliação da confiabilidade dos disjuntores a gás SF6, que constitui a tese, para melhoria do nosso processo de manutenção. Este é o meu maior desejo!”

Família & Apresentação da Tese

No dia da Defesa da Tese, a colaboradora teve a felicidade de contar com a presença de sua família. Elaine é casada com Francisco de Assis Vianna, com quem tem duas filhas, Priscila de 26 anos, professora na Unir e Taísa de 23 anos, estudante de Mestrado em Psicologia na UNIR e também  de Pós Graduação em Psicologia Transpessoal, em Campinas. Além da presença do esposo e filhas, os pais, já idosos, Ercílio José de Lima e Elizabeth da Silva Lima, também foram assisti-la. “Quando meus pais disseram que iriam, fiquei muito feliz e surpresa, apesar de ter ficado um pouco preocupada. Porque a viagem de Porto Velho a Santa Maria, no Rio Grande do Sul, é bastante cansativa. Além disso, meus pais ainda teriam que realizar a viagem de Rolim de Moura, onde eles moram, para Porto Velho, que já é uma viagem longa, leva em torno de 8 h de ônibus. Mas, meu pai fez questão de estar presente na Defesa, o que para mim representou uma grande honra. Depois, minha filha Priscila, que já trabalha (ela é professora do Departamento de Engenharia Elétrica da UNIR), disse que iria também, porque não queria perder este momento. Então, providenciamos para que a Taísa também fosse, para que a família estivesse completa. Foi um momento muito especial, com o apoio da família, como sempre! Na hora da Defesa, apresentei a dedicatória a eles. Quase que não consegui falar, fiquei com um nó na garganta de emoção! Eles ficaram muito felizes e emocionados também”, comentou.

A engenheira eletricista, agora Doutora, pretende colocar em prática na Empresa tudo que foi estudado durante os 4 anos. “Será uma satisfação enorme poder colocar em prática em nossa Regional, e quem sabe este modelo não possa ser replicado para outras empresas do setor!”, finalizou Elaine.

Deixe uma resposta